© 2016  por Bahad Eight Escola de Lutas 

HORÁRIOS DE

FUNCIONAMENTO

 

SEGUNDA - SEXTA

07:00 - 22:00

​SÁBADO 

​07:00 - 12:00

ENDEREÇO

MAPA

Rua Samuel das Neves, 110
Pechincha - Jacarepaguá
Rio de Janeiro - RJ

Tel: (21) 3049-2367

 

Whatsapp: (21) 99573-5236
 

Prof. Bismarck

Turma Infantil

Segundas e quartas às 18h

Turma Adulto

Segundas e quartas às 20h

WRESTLING

 

LUTA OLÍMPICA E JOGOS OLÍMPICOS

A Luta é, ao lado da maratona, um dos esportes mais antigos de que se tem registro. Embora não haja confirmação de uma data precisa, acredita-se que a Luta começou a ser praticada no período Micênico da Grécia Antiga. Os atletas lutavam nus, onde seus músculos delineados representavam o equilíbrio entre corpo e mente. Registros e imagens datados do ano de 2000 a.C. foram encontrados com movimentos similares aos utilizados nos dias de hoje. A expansão territorial dos romanos é apontada como um dos fatores  de propagação da Luta. Literaturas antigas de povos árabes e orientais possuem registros de práticas similares ao esporte.

 

Era Antiga

A Luta estreou nos Jogos Olímpicos da Era Antiga no ano de 704 a.C. Segundo escritos e esculturas da época os atletas lutavam nus e com mistura de azeite de oliva e terra no corpo. O objetivo era derrubar o adversário três vezes. Era considerado queda quando o oponente tocava as costas, o ombro ou o tórax no solo. Não havia limite de tempo. Ainda era feita uma divisão de faixa etária, entre rapazes e adultos. O esporte permaneceu nos Jogos Olímpicos da Antiguidade até o fim dos mesmos. Com o domínio do Império Romano sobre os gregos e, posteriormente, o fim dos Jogos Olímpicos, a Luta permaneceu na cultura romana e atravessou os séculos, fator que explica a adoção do termo greco-romano a um dos estilos da Luta Olímpica. Os Jogos Olímpicos da Antiguidade foram extintos por ordem do Imperador Teodósio em 393 d.C., no entanto, em virtude da extensão do Império Romano, dividido entre ocidente e oriente, a disseminação da luta estava mais do que garantida.

 

Era Moderna

Em 1896, o Barão de Coubertin inaugurou os Jogos Olímpicos da Era Moderna. A Luta Olímpica foi apontada como um dos elos entre passado e presente. A edição de 1900 marcou a única ausência da modalidade no cronograma olímpico. Nos Jogos de Saint Louis (1904), o estilo livre foi disputado pela primeira vez, apenas por atletas americanos. Pela primeira vez os atletas foram distribuídos em categorias de peso. Na Edição de 1908, os dois estilos passaram a ser disputados e continuam até os dias de hoje. As divisões de categoria de peso foram alteradas conforme o tempo. Na edição dos Jogos Olímpicos de Munique (1972) ficou estabelecido o número de 10 categorias para cada estilo. Em Sydney (2000), o número caiu para 8 categorias de peso por estilo. Os Jogos Olímpicos de Atenas promoveram a entrada das mulheres no esporte. Elas contavam com apenas 4 categorias olímpicas. Nos Jogos Olímpicos Rio 2016 , pela primeira vez na história, as categorias serão equiparadas. Estilo Livre masculino, Estilo Greco-Romano e Luta Feminina terão seis categorias cada. No total serão 72 medalhas distribuídas.

Em 2013, a Luta Olímpica foi indicada pela Comissão Executiva do Comitê Olímpico Internacional  para deixar de figurar entre os Esportes Olímpicos a partir de 2020. A Federação Internacional de Lutas Associadas transformou a possibilidade de exclusão em um marco na história do esporte. A Luta Olímpica mostrou ao mundo que além de uma tradição secular é um esporte global disputado e apreciado em todos os continentes do planeta. O resultado não poderia ter sido outro, na votação realizada em Buenos Aires o esporte teve o dobro de votos em relação aos esportes postulantes ao cronograma.

 

A Luta Olímpica é um dos poucos esportes populares nos quatro cantos do planeta. No continente americano, Cuba e Estados Unidos são considerados potências. Na Europa, Rússia e os países ex-integrantes da União Soviética estão sempre nas primeiras colocações. Já no Oriente Médio e África, Irã e Egito, respectivamente,  já conseguiram medalhas olímpicas. Na Ásia, China, Coreia do Sul e Mongólia aparecem com destaque. Nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996, 17 diferentes países obtiveram medalhas.

 

Fonte: Confederação Brasileira de Lutas Associadas