© 2016  por Bahad Eight Escola de Lutas 

HORÁRIOS DE

FUNCIONAMENTO

 

SEGUNDA - SEXTA

07:00 - 22:00

​SÁBADO 

​07:00 - 12:00

ENDEREÇO

MAPA

Rua Samuel das Neves, 110
Pechincha - Jacarepaguá
Rio de Janeiro - RJ

Tel: (21) 3049-2367

 

Whatsapp: (21) 99573-5236
 

KRAV MAGÁ - Supervisão Mestre Kobi

Instrutor Alexandre Müller

 

Terças e quintas

Iniciantes: 7h ou 18h

Graduados amarela/laranja: 7h ou 19h

Graduados: verde/azul/marrom: 20h

Segunda e quarta

Iniciantes: 16h 

Segundas e quartas

Iniciantes e graduados às 20h

Turma Semanal

Sexta-feira: 19h às 21h

Sábados : 8h às 10h

Turma Infantil

Terça e quinta  17h 

 

 

 

 

NECESSIDADE DE SOBREVIVÊNCIA

Década de 1940: guerra, violência e morte. Fruto da necessidade básica de sobrevivência, o Krav Magá nasceu pelas mãos de Imi Lichtenfeld em Israel.

E foi a partir desta necessidade de lutar pela vida que o Homem criou um método para sobreviver no meio de todo aquele horror. Percebeu que todas as técnicas de combates e lutas que existiam não eram suficientes diante daquela realidade.

 

KRAV MAGÁ ANOS 50 

O Krav Magá nasceu pelas mãos de Imi Lichtenfeld em Israel, pouco antes da declaração de sua independência. Um caminho de vida para o homem dos novos tempos, que traz soluções para qualquer tipo de violência, seja ela armada ou desarmada e até mesmo contra ataques terroristas e situações com reféns. Funciona para todos e em qualquer situação. Tendo como berço os movimentos de resistência de judeus da Europa durante a 2ª Guerra, se desenvolveu e amadureceu em Israel, sendo utilizado pelos grupos de defesa que ali existiam e, com a independência do Estado em 1948, tornou-se a filosofia de defesa adotada pelo Tzahal, serviço militar israelense, polícia e serviço secreto local.

 

KRAV MAGÁ NAS DÉCADAS SEGUINTES

No início era restrito apenas à elite militar, mas a partir de 1964 foi liberado o ensino aos militares em geral e à população civil dentro do Estado de Israel.

E foi neste momento que seu criador, com a preocupação de dar continuidade à sua obra transmitindo-a para o resto do mundo e para as próximas gerações, selecionou um pequeno grupo que seria treinado e preparado para este fim, do qual o Mestre Kobi é parte integrante. Em 1987, foi liberada a saída do Krav Magá de Israel.

Vários países como EUA, Inglaterra e França solicitaram cursos que obtiveram grande sucesso e aceitação. Em 1990, o primeiro faixa preta saiu de Israel para difundir o Krav Magá; Mestre Kobi chega ao Brasil, como o único representante da arte na América do Sul.

 

A FILOSOFIA DA ARTE

Krav Magá é uma arte de defesa pessoal que transmite ao praticante ideias e sentimentos. É um caminho de vida que conduz o aluno ao autoconhecimento e, portanto, à conquista da autoconfiança. O treinamento motiva a vontade de se superar física e mentalmente fazendo do aluno melhor do que já é.

Krav Magá é um conjunto de técnicas para resolver situações reais de agressão. Usa o peso do próprio corpo para atingir as partes sensíveis do agressor. Através de movimentos naturais, elabora respostas simples, rápidas e objetivas para situações complexas e de alto risco. É a possibilidade da pessoa comum de se defender das situações de maior criticidade, por isso independe de sexo, idade ou porte físico, vez que é técnica sobrepondo força física.

Krav Magá é uma linha de pensamento e raciocínio sobre defesa pessoal e auto preservação em situações extremas, que amadurece seus praticantes, preparando-os para uma boa análise situacional, seleção de alternativas e aplicação de resposta ideal. Usa a prática esportiva como abordagem didática, preparando o corpo para desafios cada vez maiores.

Krav Magá não é esporte nem arte marcial, pois não tem regras nem juízes para apartar quando a disputa for desigual. É reconhecido como arte de defesa pessoal, valendo-se do princípio de auto preservação que inclusive é garantido como direito conforme  Artigo 3° da Declaração Universal dos Direitos Humanos:  Todo indivíduo tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal. 

 

AULAS DE KRAV MAGÁ

Para se defender de situações reais de agressão faz-se necessário ter um bom condicionamento físico, além de domínio de técnica e controle mental para avaliar cada instante. Estas habilidades se tornam pilares do ensino da arte, e, quando combinadas, ainda agregam novos valores que potencializam nossa capacidade de sobrevivência, como comportamento preventivo, nível de alerta compatível com a realidade e serenidade para resolver.

 

 

Fonte: Federação Sul Americana de Krav Magá